Um pouco da história desta arte e cultura que encanta o mundo!

117133665_3254670957905629_4109659902104143848_n-1.png

Foi trazida nos porões dos navios negreiros, pelos negros escravizados, passando pelas senzalas. Com a chegada da República, (1889), o Marechal Deodoro da Fonseca iniciou uma campanha de combate à capoeira. A Lei 487 tratava “dos vadios capoeiras”, com pena, de dois a seis meses de trabalho forçado na Ilha de Fernando de Noronha. Somente quarenta anos depois, o presidente Getúlio Vargas, veio a liberar a capoeira.
Por iniciativa do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e do Ministério da Cultura, a capoeira foi reconhecida, em de julho de 2008, como patrimônio cultural imaterial brasileiro.
A capoeira passou a ter destaque, importância e reconhecimento na agenda política, social e cultural no Brasil e em mais de 150 países. Possibilitando, assim, que os ensinamentos deste patrimônio milenar, cultural e imaterial afro-brasileiro sejam transmitidos de geração a geração.
A prefeitura de Areal parabeniza a todos os Capoeiristas que com sua arte e cultura engradecem a educação e o esporte de nossa cidade!