Teve início nesta quinta-feira (04), o Seminário do Pnaic (Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa) voltado para os professores municipais. O objetivo é formar os profissionais da educação através de um novo modelo didático, no qual é possível trabalhar tanto a parte teórica quanto a prática, compartilhando experiências através do Seminário e dos estudos realizados durante o ano, com o apoio da coordenadora e orientadora do Pnaic.

O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa firmado entre Governo Federal, estados e municípios do país, tem o intuito de alfabetizar as crianças até os oito anos de idade, no caso, até o terceiro ano do ensino fundamental. “Ano passado nós fizemos uma formação voltada para a área da linguagem e esse ano o foco é a disciplina de matemática. Recebemos todo o material de apoio necessário para o desenvolvimento da formação dos professores e dos alunos, através do qual, durante o ano, pudemos trabalhar e estudar junto com os educadores”, explica Flávia Mendes, orientadora de Estudos do Pnaic.

Professores criaram "Caixas Matemática", com jogos e objetos que auxiliam no estudo da disciplina.
Professores criaram “Caixas Matemática”, com jogos e objetos que auxiliam no estudo da disciplina.

Para Flávia, essa nova abordagem contribui para manter a atenção do aluno, envolvê-lo no ensino da disciplina e o estimula a continuar os estudos, pois a forma de instrução busca relacionar situações e atividades do dia a dia que requerem o uso da matemática, da lógica e do raciocínio estratégico. “Isso desenvolve a compreensão do aluno e o ajuda a construir uma realidade onde há interação dentro e fora da sala de aula”.

A coordenadora do Pnaic, Elisabete Lima, destaca que a importância desse projeto é ver o envolvimento de todos os profissionais da educação trabalhando pelo mesmo objetivo. E para os professores é uma oportunidade de trocar experiências, sair da solidão da sala de aula e poder compartilhar seu conhecimento com outros educadores. “Nós tivemos uma boa aceitação por parte dos professores do município, que estão se envolvendo cada vez mais. E através do Pacto, eles têm a oportunidade de refletir sobre a própria prática de ensino”.

Com relação às crianças, os primeiros resultados do projeto já são visíveis. Elas estão mais participativas, com maior desenvoltura. Elisabete ressalta que o material enviado pelo Governo é de excelente de qualidade e dos melhores autores, dando a oportunidade dos alunos terem acesso a livros que, normalmente, não poderiam. “Isso estimula e contribui para o ensino na sala de aula”.

O secretário de Educação, Delicélio Costa de Andrade, ressalta que a secretaria tem cumprido com o que o pacto exige, apoiando todos os envolvidos durante o processo. “O mais importante de tudo é ver o comprometimento dos educadores com o Pnaic. Durante todo o ano eles se dedicaram e agora apresentam o resultado de seus trabalhos no Seminário. Nós esperamos que tudo o que foi desenvolvido durante o Pacto seja aplicado em sala da aula e que as pessoas tenham em mente que esse é um trabalho de longo prazo e desejamos que o resultado seja o melhor possível”.

Hoje, profissionais (do 1º e 3º anos) de quatro escolas do município apresentaram os conteúdos desenvolvidos dentro de sala de aula. E no dia 11, educadores de quatro outras escolas irão mostrar seus projetos. O Seminário também conta com a participação de diretores e orientadores pedagógicos. O encerramento acontece na próxima quinta-feira, onde os professores receberão o certificado do Seminário realizado em 2013 e será feita uma avaliação do projeto apresentado esse ano.

apresnalskdoe
No dia 17, a partir das 10h, acontece o Seminário Técnico do Plano de Saneamento Básico, em Areal. O objetivo desse projeto é ajudar os municípios na elaboração de instrumentos e mecanismos que permitirão a realização de ações para facilitar o acesso aos serviços de saneamento básico com qualidade e com metas definidas em processo participativo, conforme determina a Política Nacional de Saneamento Básico – Lei nº 11.445/2007.

No início do ano, foi realizada uma oficina, através do consórcio com as empresas Encibra e Paralela I (responsáveis pela elaboração do Plano), junto com a Prefeitura Municipal de Areal, secretaria de Meio Ambiente e secretaria do Estado do Ambiente, visando obter informações junto aos moradores sobre os problemas relativos à água, esgoto e drenagem.

Após conseguir todas as informações necessárias, as empresas do consórcio irão apresentar o relatório, na segunda-feira (17), durante o Seminário, com os diagnósticos e prognósticos dos serviços de abastecimento de água potável, esgotamento sanitário e manejo e drenagem das águas pluviais urbanas.

O evento, que será realizado no CIEP, é aberto ao público e a Prefeitura e a secretaria de Meio Ambiente contam com a participação de todos os arealenses.

Confira abaixo o cronograma:

09h45 CREDENCIAMENTO.

10h – ABERTURA.

10h15 – APRESENTAÇÃO DOS DIAGNÓSTICOS E PROGNÓSTICOS.

11h – DINÂMICA – PERGUNTAS E RESPOSTAS.

11h40 – CONSIDERAÇÕES FINAIS.

12h – ENCERRAMENTO E COFFEE BREAK