Programa já está no município há três anos e proporcionou avanços no setor.

Produtores rurais da microbacia acompanham de perto cada etapa do programa

Três anos após o início do programa Rio Rural, 32 produtores de uma das microbacias beneficiadas no município estão prestes a receber o recurso de R$ 10 mil. A previsão é que os valores sejam depositados no dia 6 de setembro. O programa é realizado pela Emater-Rio e tem recursos do Banco Mundial.

Em Areal, o programa contempla duas microbacias e, segundo o diretor de Agricultura, Samuel Sanseverino, ao longo dos últimos três anos foram realizadas mais de 200 reuniões para levantamento do Censo Rural do município, coleta de documentos, visitas às propriedades e outras ações com o objetivo de oferecer melhorias aos produtores rurais. “Areal foi o último município a entrar no programa. Lutamos muito e corremos contra o tempo para mostrar que nosso município merecia. O prefeito, Flávio Bravo, a equipe da Prefeitura e os técnicos da Emater uniram forças para que o processo fosse concluído”, lembra Samuel.

Ele explica que parte dos recursos repassados aos produtores deverá ser utilizada para contrapartida ambiental, como reflorestamento, proteção de nascente ou instalação de fossa coletora, por exemplo. Já outra parte é para investimento na própria atividade rural. Os produtores devem realizar prestação de contas e têm prazo para implementação do projeto proporcionado pelos recursos.

O prefeito Flávio Bravo comemora o marco histórico no município, afinal esta será a primeira vez que os produtores receberão investimentos diretos, a fundo perdido. “Neste momento serão repassados, no total, R$ 320 mil aos produtores. Grande parte desse valor vai circular no próprio município e os resultados dos investimentos em suas propriedades também serão colhidos por todos a longo prazo, com o desenvolvimento do setor e das produções. Só posso agradecer todos os envolvidos. Ainda temos outra microbacia atendida pelo programa e estamos buscando a liberações dos recursos para os produtores que nelas estão cadastrados”, afirma o prefeito.

Anexo também conta com almoxarifado e banheiros.

A Prefeitura de Areal inaugurou um anexo na Escola Municipal Antônia Marinho com nova sala de aula, almoxarifado e três banheiros, sendo um com acessibilidade. O investimento na unidade escolar foi feito para atender solicitações da direção, dos alunos e pais de alunos, uma vez que a escola do bairro Gaby tem recebido cada vez mais alunos.

A nova sala será utilizada por duas turmas, uma em cada turno. As diretoras da escolas, Roberta Rodrigues Franco e Ana Paula Muniz Borges Albuquerque, agradeceram pelo empenho da Secretaria de Educação, da Prefeitura e de todos os responsáveis pela obra que tornou a escola ainda mais acolhedora, o que favorece o processo de aprendizagem dos alunos.

O prefeito, Flávio Bravo, esteve na inauguração do anexo e destacou que, apesar das dificuldades financeiras que atingem todos os municípios do Estado e do país, a educação não pode ser prejudicada. “É por meio dela que vamos construir o futuro, formar os cidadãos responsáveis pela nossa sociedade do amanhã”, afirmou.

A inauguração também contou com a presença do vice-prefeito, Celso Silvestre, da secretária de Educação, Ione da Silva Oliveira, dos secretários de Obras e Meio Ambiente, Ronan Márcio e Juvenal Brasil, respectivamente, do coordenador de Agricultura, Samuel Sanseverino, da diretora de Cultura, Thais Carvalho, dos vereadores Luis da Papelaria e Itamar Medina, além de representante da empresa responsável pela obra, alunos, pais de alunos e membros do conselho escolar.