A Prefeitura de Areal através da secretaria de Saúde fez uma grande mobilização contra dengue, no último sábado (13). Os agentes de combate a dengue se concentraram na Praça Presidente Castelo Branco no centro.
Participou da mobilização os Desbravadores da Igreja Adventista do 7º Dia. As equipes se dividiram e visitaram os bairros, passando de casa em casa orientando os moradores e identificando os possíveis focos do mosquito.
As ações de combate seguem com palestras nas escolas dos bairros e com as visitas periódicas dos agentes, que em determinados locais atuam em conjunto com as secretarias de Serviços Públicos e Meio Ambiente.
Os números de casos de Dengue no país crescem neste período do ano. “O importante é ter em mente que só teremos êxito se unirmos nossas ações. Cada morador precisa tirar 10 minutos do dia para dar uma checada nos vasos de plantas, vasilhas de água dos animais, lajes, caixas d’água, manter o terreno de sua propriedade limpo e ser um multiplicador dessas ações no seu bairro. A prefeitura disponibiliza as equipes para orientar e combater os focos, mas a participação da população é fundamental para não termos casos da doença em nossa cidade”. Disse o Prefeito Flávio.

ag-G
As secretarias de Serviços Públicos, Saúde, Defesa Civil e Obras, se mobilizaram para atuar em mutirão contra possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti, espécie que está no centro da atual epidemia no país; de zika, além de ser vetor de contágio da dengue, das febres chikungunya e amarela e outras enfermidades mais raras, que preocupam autoridades e assolam algumas regiões do Brasil.

É uma das espécies de mosquito mais conhecidas e difundidas no mundo, segundo a Agência Européia de Prevenção e Controle de Doenças – ECDC. O mosquito que tem o nome o significado de “odioso do Egito”, vem sendo combatido desde o início do século passado.

No período do verão, em decorrência da maior intensidade de chuvas, a reprodução do mosquito é favorecida, aumentando o número de casos e também criadouros de mosquitos, devido a água parada em lajes, vasos de plantas, caixas d’água, piscinas e terrenos baldios com lixo e objetos que facilitam a reprodução. Em meados da década de 90, a dengue passou para a classificação como doença endêmica.

O mosquito surgiu na África em locais de mata e chegou às Américas em navios no período da colonização. Segundo especialistas, ao passar dos anos, encontrou em áreas urbanas, espaços ideais para sua proliferação, se tornando adaptável e com facilidades para dividir o mesmo ambiente com o homem. Ele prefere a água limpa, mas a falta da mesma, não está impedindo que o Aedes Aegypti se reproduza. Estudos, mostram que a fêmea pode depositar seus ovos em água com presença de matérias orgânicos.

As equipes da Prefeitura de Areal, iniciaram o mutirão pelos bairros Pará e Alto Pará. Foram retirados entulhos, visitas de casa em casa, colocadas telas em caixas descobertas, notificados terrenos e anotados os possíveis focos. “Vamos atuar em todos os bairros, conforme foi determinado”. disse o Coordenador de Vigilância em Saúde, Anderson Vieira Carneiro.

11059203_877443545628394_4076835694193969442_n

A Coordenadoria de Vigilância em Saúde divulga as principais dicas para evitar a Dengue e também esclarece sobre o uso do carro fumacê. Caso a população precise de mais informações, o telefone da Secretaria de Saúde e da Coordenadoria de vigilância em Saúde é: 24 2257-3919. O atendimento ao público acontece de Segunda a Sexta das 08h às 17h na Praça Duque de Caxias, 39, Centro ou por e-mail: saude@areal.rj.gov.br.

Dicas para evitar a Dengue:
– Eliminação de recipientes/depósitos inservíveis como: latas, material descartável, casca de ovo, tampa de garrafa e outros;
– Manter vedados caixas d’água, poços, cisternas, tanques, tambores e outros reservatórios de água;
– Manter canaletas e calhas desobstruídas;
– Não deixar restos de materiais de construção ao ar livre, com risco de acúmulo de água das chuvas;
– Manter ralos e ladrões de caixas d’água protegidos com telas;
– Lavar e escovar bebedouros de animais, no mínimo uma vez por semana;
– Nos pratos aparadores de vasos de plantas, colocar areia grossa, de forma a não acumular água;
– Evitar armazenar materiais que possam acumular água.

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

NÃO EXISTE VACINA PARA A DENGUE, sendo assim a regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente, evitando assim a proliferação do mosquito. Como o mosquito se reproduz rapidamente, é importante que a população também colabore para interromper o ciclo de transmissão e contaminação. Para se ter uma ideia, em 45 dias de vida, um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas.

Esclarecimento sobre o Carro Fumacê
Com relação ao uso de carros fumacê, caso usado com bastante freqüência, o setor de vigilância esclarece que pode resultar um efeito inverso e, em vez de eliminar o mosquito, pode contribuir para que ele fique resistente à ação do veneno. Por isso ele não é utilizado ao longo do ano, apesar de solicitações.

A utilização do carro fumacê só é indicada em localidades onde existe alto índice de infestação do aedes aegypti, equivalente a 5%, e transmissão da dengue com casos notificados, de acordo com as normas do Ministério da Saúde. Outra norma com relação ao veículo, é que ele só pode circular à noite (18hs às 22hs) ou pela manhã, períodos onde não há presença do sol.

Nos meses de Novembro e Dezembro, a Coordenação de Vigilância em Saúde estará realizando a Campanha contra Dengue. Veja abaixo a lista com os locais, datas e atividades.
A Campanha realizada pela Secretaria de Saúde visa orientar a população com dinâmicas nas escolas, visitas domiciliares dos agentes de endemias e limpeza nas ruas em parceria com a Secretaria de Serviços Públicos, Transportes e Agricultura.

02/11/15 – FERIADO (Não haverá atividade)

Alberto Torres
03/11/15 – Intensificação em VD´s.
04/11/15 – Mutirão. Pessoal e máquinas da Secretaria de Serviços Públicos.
05/11/15 – Intensificação em VD´s e atividades na Escola M. Alberto Torres.
06/11/15 – Intensificação em VD´s, dedetização e atendimento de solicitações.

Gaby/Manuel Fernandes
09/11/15 – Intensificação em VD´s
10/11/15 – Intensificação em VD´s
11/11/15 – Mutirão. Pessoal e máquinas da Secretaria de Serviços Públicos.
12/11/15 – Intensificação em VD´s e atividades na Escola M. Antônia Marinho.
13/11/15 – Intensificação em VD´s, dedetização e atendimento de solicitações

Delícia/São Sebastião
16/11/15 – Intensificação em VD´s.
17/11/15 – Intensificação em VD´s.
18/11/15 – Mutirão. Pessoal e máquinas da Secretaria de Serviços Públicos.
19/11/15 – Intensificação em VD´s.

20/11/15 – FERIADO (Não haverá atividade)

Faz. Velha/Portões
23/11/15 – Intensificação em VD´s.
24/11/15 – Intensificação em VD´s.
25/11/15 – Mutirão. Pessoal e máquinas da Secretaria de Serviços Públicos.
26/11/15 – Intensificação em VD´s e atividades na Escola Joaquim Vital Vieira.
27/11/15 – Intensificação em VD´s, dedetização e atendimento de solicitações.

Amazonas/Pará
30/11/15 – Intensificação em VD´s.
01/12/15 – Intensificação em VD´s.
02/12/15 – Mutirão. Pessoal e máquinas da Secretaria de Serviços Públicos.
03/12/15 – Intensificação em VD´s e atividades na Escola Municipal Renato Féo Almeida.
04/12/15 – Intensificação em VD´s e dedetização.

Cedro/Vida Adelaide
07/12/15 – Intensificação em VD´s.
08/12/15 – Intensificação em VD´s.
09/12/15 – Mutirão. Pessoal e máquinas da Secretaria de Serviços Públicos.
10/12/15 – Intensificação em VD´s e atividade na Escola Manoel Batista de Andrade.
11/12/15 – Intensificação em VD´s e dedetização.