No início do mês, o diretor executivo do ArealPrev, Hércules Fagundes, tomou posse como um dos vice-presidentes da Associação das Entidades de Previdência dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro (Aepremerj). Representando a região Centro Sul Fluminense, Hércules trabalhará buscando suporte técnico e capacitação para os gestores, além de auxiliar o Presidente da Associação, Evandro da Silva, no desenvolvimento e aprimoramento das políticas previdenciárias.

A cerimônia foi realizada no último dia 09, no Mangueira Esporte Clube, em Sapucaia. A chapa vencedora foi eleita com os votos dos presidentes dos 62 RPPSs (Regimes Próprios de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro) filiados à Aepremerj. A equipe conta com 21 integrantes distribuídos em diretoria executiva, conselhos deliberativo e fiscal e vice-presidentes regionais.

“Fiquei muito feliz com o convite feito pelo recém eleito presidente da Aepremerj, Evandro Antônio da Silva, pois é um fato inédito para o ArealPrev, que nunca teve um representante na diretoria executiva da Associação, que é uma entidade civil, de âmbito estadual, sem fins lucrativos, que congrega os Regimes Próprios de Previdência de todo o estado”, revela Hércules.

Dos 92 municípios fluminense, 70 possuem RPPS e 62 são filiados a Aepremerj. Dentre as atribuições do órgão está liderar os RPPSs do Estado do Rio de Janeiro na construção e consolidação da Cultura Previdenciária, sendo referência nacional no estímulo e fortalecimento da previdência funcional.

“Gostaria de agradecer ao Prefeito Flavio Magdalena Bravo e a Câmara de Vereadores, pelo empenho e dedicação que sempre tiveram com os assuntos relacionados ao Arealprev, pois o apoio do executivo e legislativo é fundamental para que possamos realizar um bom trabalho”, conclui Hércules.

Sobre o ArealPrev

O Arealprev é a entidade única de gestão do Regime Próprio de Previdência Social do Município de Areal – RPPS, cuja missão é assegurar e gerir os recursos previdenciários para garantir aposentadorias e pensões dos servidores efetivos do município de Areal, com transparência e excelência.

Sua estrutura administrativa é formada por: Hércules Fagundes (Diretor Executivo), Patrícia Vieira Andrade de Souza (Coordenadora de Administração e Finanças) e Paulo Fernando da Rocha Baptista (Coordenador de Benefícios).

O Fundo de Previdência conta com um Conselho Municipal de Previdência, órgão superior de deliberação colegiada e um Comitê de Investimentos formados por servidores efetivos.

Em 2014, o Fundo de Previdência Social do Município de Areal conseguiu a liberação do CRP (Certificado de Regularidade Previdenciária) que comprova que a entidade não possui nenhuma irregularidade junto ao Ministério da Previdência Social, além de permitir ao município firmar novos convênios com os governos federal e estadual na área previdenciária e receber transferências voluntárias de recursos da União. O ArealPrev possui um portal de transparência, onde constam todas as informações e publicações. O endereço eletrônico é www.arealprev.com.br.

IMG-20141203-WA0004

Nos dias 03 e 04 de dezembro foi realizado o I Congresso de Previdência Pública dos Regimes Próprios de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro. A cidade de Teresópolis foi escolhida como sede do evento e recebeu os representantes de vários municípios. O prefeito Flávio Magdalena Bravo esteve presente nos dois dias do Congresso, junto com os servidores da ArealPrev: Hércules Fagundes, Patrícia Vieira de Souza e Manuel Flávio Saiol Pacheco.

“Ampliamos nossos conhecimentos sobre o tema e a participação dos municípios e de seus respectivos gestores foi fundamental para a troca de experiência. Além disso, estiveram presentes representantes de alguns municípios que não fazem parte do RPPS e que, através do Congresso, puderam entender como funciona o Regime, visando à implantação do mesmo em suas cidades”, conta Flávio.

Para o presidente do Conselho Deliberativo da ArealPrev, Manuel Flávio, o importante desses congressos são as abordagens das mudanças e os novos temas debatidos. “Além disso, a integração dos prefeitos com os gestores de previdência é fundamental, principalmente para que saibam suas obrigações em relação ao RPPS. E essa troca de experiências sempre é válida, contribuindo para a busca de soluções para os problemas que enfrentamos”, conclui Manuel.

Com apoio da Aemerj (Associação Estadual dos Municípios do Rio de Janeiro), o Congresso abordou diversos temas como: o custo dos beneficiários em contas públicas, a importância das mudanças nas reformas da Previdência para a busca do equilíbrio financeiro dos regimes de previdência, práticas de gestão, a formação de um banco de dados nacional dos servidores públicos, entre outros.