Obras das casas populares em Areal estão previstas para serem retomadas em março

Visita_e_reuniao_obras_casas_populares_areal-4.jpg

Governos estadual e municipal atuam em parceria para agilizar o reinício das obras

As famílias que perderam suas casas em Areal na tragédia causada pelas fortes chuvas que atingiram a Região Serrana em 2011 estão mais perto de verem a promessa do Governo Estadual feita na ocasião se tornar realidade. O subsecretário estadual de Obras da Região Serrana, Aurélio Vogas, esteve em Areal nesta quinta-feira (22) para uma reunião com equipes da Prefeitura e informou que a expectativa é retomar as obras das casas populares no início de março.

Na última terça-feira (20), foi homologado o resultado da concorrência para elaboração do projeto e da execução das obras de urbanização do loteamento Granja Disco. “Estamos muito próximos de dar início às obras em função da homologação da licitação, uma vez que a terceira colocada aceitou assumir as obras”, destacou o subsecretário.

Prefeito Flavio Bravo em uma das reuniões com o governador para tratar do início das obras das casas

O prefeito Flávio Bravo comemora a notícia e garante que todos os setores da Prefeitura estão empenhados em colaborar com as necessidades do Governo Estadual para que as casas sejam entregues o mais breve possível. “É uma solicitação antiga que teve, ao longo dos anos, vários fatores que influenciaram no atraso. Fui por diversas vezes ao Rio de Janeiro para lutar, junto ao governador, pelo andamento do processo. Hoje estamos chegando perto do retorno das obras e vamos auxiliar no que for necessário para que as casas cheguem aos que têm direito a elas”, ressaltou o prefeito.

Aurélio Vogas afirmou que a parceria entre o Estado e o Município é importante para o início das obras. “No licenciamento ambiental que foi feito naquela época constam algumas condições que temos que cumprir. Realizamos essa reunião para acertar alguns pontos que precisamos da ajuda da Prefeitura, como abastecimento de água e compensação ambiental. A parceria é fundamental e viemos estreitar mais esses laços para que possamos entregar as casas”, explicou o subsecretário.

Presente no encontro, o secretário de meio ambiente, Juvenal Brasil, informou que, em relação à compensação ambiental, a Prefeitura já conta com áreas à disposição. “São locais com projetos já aprovados pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e estamos apresentando ao subsecretário como opções para áreas de reflorestamento”, informou. Sobre o abastecimento de água, foram apresentadas alternativas como utilização de poço já existente ou extensão da rede, que serão analisadas pela Prefeitura em parceria também com o Inea. Ainda participaram da reunião os secretários de Água e Esgoto, Rodrigo Costa Lima, e Desenvolvimento Social, Carlos Henrique Fagundes Campos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *