Nesta quarta 30/10, na cidade de Niterói/RJ, o Comandante da Guarda Municipal de Areal Antônio Sergio Gandra participou com representantes de quarenta (40) Municípios dos noventa e dois do Estado do Rio da lª REUNIÃO DOS SECRETÁRIOS E GESTORES MUNICIPAIS DE SEGURANÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (CONESMUS/RJ). O Conselho Estadual dos Secretários e Gestores Municipais de Segurança do Rio de Janeiro- CONESMUS/RJ- é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, o qual se pauta pelos princípios que regem o direito Público.
O Conselho Estadual de Secretários e Gestores Municipais de Segurança tem por finalidade apoiar a formulação e a condução das políticas públicas Municipais de Segurança, tendo como atribuições;
– Promover fóruns de debates sobre a implantação de um novo modelo de gestão na Segurança garantindo que esta seja uma política de Estado e não de Governo, com planejamento, continuidade, transparência e regularidade de financiamento; a competência dos municípios na Segurança, sua vocação de atuação, padronização de normas e procedimentos pertinentes ao tema de Segurança em âmbito local.
Promover debates acerca da temática da prevenção à violência e criminalidade, da gestão de políticas e outros temas afins, possibilitando a qualificação dos gestores e da gestão da política de Segurança, assim como buscando a ampliação da articulação Municipal à interlocução com gestores de outras áreas, como Saúde, Educação, Desenvolvimento, entre outras.
Proporcionar medidas para efetivar a interlocução e integração entre as diferentes instituições de Segurança, respeitando as competências de cada Unidade da Federação, fortalecendo o pacto federativo, bem como promovendo a participação da sociedade civil organizada especialmente por meio dos Conselhos municipais de Segurança e afins.
Fortalecer as políticas públicas de gestão de Segurança, estimulando a implantação e fortalecimento dos Gabinetes de Gestão Integrado Municipal (GGI- M), a implantação dos Conselhos Municipais de Segurança e afins, a gestão do conhecimento, a formulação de Gestores em segurança, na implementação de observatórios de violência e de sistemas de planejamento.
Fortalecer a participação dos Municípios nas políticas públicas estaduais, regionais e nacionais de Segurança e temas afins, juntos aos órgãos pertinentes, bem como garantir a responsabilidade dos municípios no Conselho Nacional de Segurança pública (CONASP).
Atuar para que o investimento em segurança seja crescente, em todas as Esferas da Federação.
Evitando eventuais contingenciamentos que comprometam a implantação da política pública de Segurança, assessorando os Municípios na formulação de projetos e na obtenção de recursos para sua implementação.
Buscar a articulação com organismos internacionais, Centros de Estudos em Segurança pública, Instituições de ensino superior a outros órgãos e instituições de Segurança pública, com objetivo de aprimorar debate, projetos e ações em segurança pública.
Subsidiar as Secretarias Municipais para que, por sua vez possam prestar a adequada cooperação técnica aos Municípios.
Promover estudos, pesquisas e propor soluções aos problemas relativos ao desenvolvimento da área da Segurança e Defesa Social.
Apoiar os gestores municipais mediante organização, edição e divulgação de informações estratégicas e gerenciais.
Encaminhar aos órgãos competentes propostas para equacionar os problemas da área de Segurança em todo território estadual.
Fomentar a Gestão Pública baseada em diagnósticos e análises de dados e informações com critérios científicos com a finalidade de formulação e controle da execução na condução das políticas públicas Municipais de Segurança.
Estimular a instituição de órgãos gestores da política de Segurança Municipal com criação de Guardas Municipais padronizadas, seguindo os critérios estabelecidos pelo CONESMUS/RJ, pela legislação vigente e em conformidade com o disposto na matriz curricular de formulação estabelecida pelo Ministério da Justiça.
Município de Areal presente neste momento Histórico.
O Prefeito Flávio Bravo parabeniza o trabalho que vem sendo feito com objetivo de uma melhor estruturação para a Guarda Municipal hoje representada pela pessoa do Sr. Gandra que vem brilhantemente executando o seu papel.
Prefeitura Municipal de Areal, trabalhando sempre!

Na manhã desta sexta-feira (23/08), o Comandante da Guarda Civil Municipal, reunião grande parte do efetivo, para instrução INSTITUCIONAL e operacionais, sendo abordado temas; Criação do Conselho Comunitário de segurança, Diretoria Municipal de Trânsito, Criação da BRIGADA DE INCÊNDIO e Defesa Civil. Integrando a Guarda Civil Municipal a todos os seguimentos da Prefeitura Municipal de Areal e consequentemente aos Munícipes, sempre apoiado nas AÇÕES FIRMES DO NOSSO GESTOR MAIOR, o Prefeito Flávio Magdalena Bravo.
Prefeitura Municipal de Areal, trabalhando sempre!

Lei adequada e revisada pelo Prefeito Flávio Bravo junto ao seu corpo jurídico foi aprova pela Câmara Municipal por unanimidade. Com isso, a Guarda Municipal pode pleitear recursos em Brasília para frota, monitoramento por câmeras etc. Sendo Guarda Civil, pode ser bem mais atuante à exemplos: na questão trânsito; auxiliar os motoristas, organizar a mobilidade urbana, manter a ordem, e se necessário, conduzir qualquer tipo de infrator as forças policiais. Importante frisar que o momento será de muitos cursos e capacitações como já vem acontecendo.
“É notável o progresso e crescimento do número de veículos que circulam por todo o país, Areal tem que se adequar a toda demanda. Por isso, tivemos a preocupação de adequar ao nosso município para que, de agora ao futuro, toda municipalidade terá benefícios.” Disse o Prefeito Flávio Bravo. Prefeitura de Areal, trabalhando sempre!

Todo progresso é eminente, dentro desta perspectiva não seria diferente com o nosso município que vem se preparando para esta demanda com o aumento de veículos. Dentro deste propósito hoje às 08:30h, no auditório do CIEP 24 de Novembro, acontecerá um Curso de Legislação de Trânsito ministrado pelo Cel. PM, Sr. Germano. Toda capacitação para qualquer campo do funcionalismo público vem sendo meta do Prefeito Flávio Bravo. Prefeitura Municipal de Areal, trabalhando sempre.

Sempre atento as reivindicações com humildade o Prefeito Flávio Bravo, ouvindo as solicitações da Guarda Municipal através do seu comandante o subtenente da PM, Sr. Gandra, buscou junto ao seu corpo jurídico coordenado pelo Dr. Robson José de Lima onde também os advogados trabalharam brilhantemente neste projeto que dará a devida representatividade aos nossos Guardas Municipais.
Dentre vários pilares deste governo em que o Exmo. enfatiza deixar um bom legado não poderia ser diferente com nossos incansáveis Guardas. Isso se traduz em consolidar o Estado Democrático de Direito em nossa cidade, motivo pelo qual está amparando legalmente o poder de ação pela ordem para que os mesmos possam atuar intensivamente juntos aos fiscais no patrimônio público, postura e Leis Ambientais. Através de cursos intensivos poderão acionar os órgãos de segurança pública, quando necessário, e conduzir à Delegacia de Polícia ou entregar à Força Policial.
Uma outra questão de grande importância para nossa cidade, é o projeto de Política de Mobilidade Urbana, idealizada pelo Prefeito Flávio Bravo, para que o município nesta gestão, com o objetivo de se disciplinar à integração entre os diferentes modos de transportes, melhore no deslocamento das pessoas no território do Município por meio de quaisquer tipos de transportes, motorizados ou não. O acesso aos serviços básicos e equipamentos sociais, ajudará nas desigualdades, promovendo assim a equidade no uso do espaço público de circulação e logradouros.
Este projeto está sendo encaminhado à Câmara Municipal de Areal, que será analisada para fins de votação. Sendo aprovado, o projeto passa a ser lei. Dentro dos 365 dias após a promulgação, haverá uma reestruturação de enquadramento funcional da Guarda Municipal, e a criação da Lei Orgânica para os mesmos, onde passam a cumprir suas obrigações e deveres.
Terminando esta tarde de contemplação, toda a Guarda Municipal está recebendo Uniformes novos e completos. O Prefeito Flávio Bravo não hesitou em agradecer intensamente a estes que fazem com maestria o que lhes competem, dizendo também que acima de tudo hoje estando prefeito ele é um munícipe agradecido ao trabalho da Guarda Municipal. Prefeitura municipal de Areal, trabalhando sempre.

No dia 24 de Janeiro deste corrente ano, o Sub Ten. Gandra (Coordenador da Defesa Civil do Município de Areal), esteve em Nova Friburgo na REDEC Serrana com o Tenente Coronel Gláucius. Em Reunião, o Coordenador da Defesa Civil de Areal teve como objetivo buscar Recursos e Informações para o município que, desde então, ficou agendado para o dia 07 de fevereiro um encontro da REDEC Serrana com o Exmo. Prefeito Flávio Bravo para fins de contemplar toda Guarda Municipal e Defesa Civil com palestras visando um melhor desempenho da guarnição nos problemas referentes a acidentes naturais e sinistros que envolvem nossa região.

A Prefeitura Municipal de Areal junto a Secretaria de Serviços Públicos vem dando manutenção nas sinalizações de nossa cidade de forma que os pedestres e motoristas possam trafegar nas vias com segurança para todos.

A sinalização de trânsito tem por objetivo organizar a circulação de veículos e pessoas nas vias públicas através de informações relevantes para disciplina na movimentação do tráfego visando a segurança e fluidez dos usuários.

No seu aspecto mais geral a sinalização de trânsito compreende placas, marcas, luzes, gestos, sons, marcos e barreiras. É importante para:

  • Regulamentar as obrigações, limitações, proibições ou restrições que governam o uso da via;
  • Advertir os condutores sobre os perigos existentes na via, alertando também sobre as proximidades de escolas, passagens de pedestres, etc;
  • Indicar o posicionamento dos veículos na via e as direções para atingir locais de interesse, de forma a ajudar os condutores nos seus movimentos e deslocamentos.

No Brasil, o padrão de sinalização viária nas vias urbanas e rodovias é regulamentado pelo Código de Trânsito Brasileiro.

A conservação das sinalizações é importante para aspectos de segurança e estética urbana.
As placas de sinalização devem ser visíveis dia e noite. Na sua confecção podem ser usados materiais reflexivos ou, então, a iluminação artificial do local deve ser promovida através de postes de iluminação pública.

Fonte: http://www.firedecampos.com.br/importancia-da-sinalizacao-de-transito/

A Prefeitura Municipal de Areal e a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação estão sensibilizadas com a violência contra a mulher e crianças. Em conversa com os profissionais da secretaria nos interamos que em Areal existem vários casos de violência contra mulheres e crianças, alertamos aos pais e mulheres a quebrarem o silêncio e denunciarem o abuso. Estiveram presentes o Vice Prefeito Celso Silvestre, os Vereadores Luiz da Papelaria e Itamar da Ambulância, a Diretora de Cultura Thais Carvalho,  o Coordenador de Esportes Cláudio Lourenço e toda a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação. Parabéns a secretaria pela iniciativa através do CRAS e da passeata realizada no dia 22/08, que incentiva a denúncia contra esse tipo de abuso.

Acompanhe os relatos abaixo:

A paraense Carolina Moreira, 21, carrega um sorriso cativante no rosto e uma simpatia no coração. Quem a vê não imagina as tragédias que já viveu. Ela foi vítima de violência sexual de um familiar em sua própria casa aos 8 anos e de um desconhecido na rua aos 13. Contudo, somente dez anos depois conseguiu falar sobre o assunto. “Para mim, falar, significa refletir sobre o fato, aceitar que infelizmente aconteceu e superar”, confessa.

A grande questão que permeia a vida das vítimas após um crime como este é: como isso poderia não ter acontecido? Para Carolina, não foi diferente. Quase todos os dias depois de viver o horror, na sua mente sempre vêm as lembranças carregadas de perguntas sem respostas.  “É difícil questionarmos sobre a vida do abusador, sobre as causas que o levaram a fazer isso. Seriam fatores psicológicos? Questões culturais? Inconsequência? São tantas as razões”, indaga.

Tão comum quanto o estupro é o abuso sexual, em que muitas vezes não há conjunção carnal entre vítima e agressor. Neste ato, que costuma anteceder o estupro, milhares de crianças têm sua inocência roubada por homens que moram em sua própria casa. A universitária M. de A., que prefere não se identificar, conta que sofreu abuso sexual de um primo diversas vezes em seu quarto.

“A gente costumava brincar juntos quase todos os dias, e ele se aproveitava de mim. Tocava meu corpo e me deixava muito constrangida”, relembra. No entanto, como ele era seu primo e mais velho, achava que tinha que respeitar.  A “brincadeira” só acabava quando ele decidia que era hora de parar.

Em sua memória, M. recorda que isso aconteceu duas ou três vezes até que um dia ele ouviu o pai chegando e levantou correndo, ficando na sua frente para escondê-la. “Foi aí que entendi que havia alguma coisa errada. Se era só uma brincadeira, por que ele tinha que fazer aquilo escondido?”, questiona.

M. saiu dali correndo e criou coragem para contar tudo o que havia acontecido para sua mãe. Ironicamente, os pais de seu primo são policiais e, por isso, conhecem muitas leis e histórias sobre violência e abuso sexual. A estudante acredita que seus tios o repreenderam e que a conversa pode tê-lo ajudado a compreender o que fez.

A verdade é que M. levou anos para entender que aquilo havia sido um abuso sexual. Foi em 2015 que ela se deu conta de que, infelizmente, entrara para a lista de crianças abusadas sexualmente no Brasil. “Às vezes, alguém viveu ou vive uma situação de abuso e nem sabe, por isso, acho muito importante falarmos sobre o assunto”, conclui M.. Além disso, segundo especialistas, a mente humana tem a tendência de apagar da memória alguns traumas vividos. É por isso que algumas vítimas demoram anos para ter certeza do que aconteceu.

A exploração sexual também é um crime que passa desapercebido. Nascida em Salvador, a jovem L. O., que também prefere não se identificar, revela que diversas vezes recebia lanches de um idoso – e amigo da família – que em troca acariciava seus seios. Por nascer um uma família humilde, aceitava sem entender a gravidade da situação. Anos depois ela percebeu do que aquilo se tratava: abuso e exploração sexual.

Fonte: http://noticias.adventistas.org/pt/noticia/datas-especiais/vitimas-de-violencia-sexual-na-infancia-defendem-educacao-para-prevenir/

 

O Secretário de Serviços Públicos Marcio Lima, juntamente com o Diretor de Limpeza e Ordem Pública Marco Antônio Ribeiro e sua equipe estão trabalhando na recuperação das ruas do município com a operação tapa buraco.
O trabalho se estende a todo município, como podemos ver abaixo nas fotos a recuperação do bairro de Alberto Torres e Cedro.
Os veredaores Luiz da Papelaria e Itamar da Ambulância tem acompanhado de perto os trabalhos.
A parceria da Prefeitura Municipal de Areal e da Secretaria de Serviços Públicos, possibilitou esta operação, trazendo comodidade aos moradores das localidades.

A Prefeitura Municipal de Areal voltou a realizar a dedetização e desratização para controle e eliminação de pragas e insetos no município. O objetivo da dedetização é evitar a proliferação de pragas urbanas, como baratas, ratos, escorpiões, mosquitos, entre outros insetos. Os agentes aplicam um inseticida que não oferece risco direto à saúde humana, mas que elimina todo foco de pragas.
A Secretaria de Saúde, juntamente com a Coordenação de Vigilância, realizou esta semana nas ruas Paraná, David Carvalho e Santa Catarina a dedetização nos bueiros e toda extensão da rua.
Pode se destacar que a dedetização dos esgotos e dos bueiros tem essa finalidade, prevenir o aparecimento de transmissores de doenças. A melhor forma de garantir vida com qualidade à população é trabalhando com a prevenção.