Hoje dia 13/02 esteve em nosso município o Ilmo. Secretário de Estado das Cidades: Juarez Fialho. Atendendo uma solicitação do Exmo. Prefeito Flávio Bravo, veio para ver de perto as casas populares, estreitar e retomar a parceria com o Governo do Estado junto a Prefeitura Municipal.
O Prefeito em suas reivindicações citou várias parcerias junto ao Estado, dentre elas, ter assumido a limpeza das casas que não puderam ser concluídas pelo Estado.
Este trabalho, durou pelo menos 40 dias com o propósito de adiantar o máximo dentro das possibilidades uma vez que, sabemos da crise que assola o Estado afetando diretamente os municípios pequenos.
Segundo o Secretário Sr. Juarez em reunião com o Governador Wilson Witzel no final de semana, o Exmo. Governador alega que o Estado se encontra em “CALAMIDADE FINANCEIRA”, mas que não medirá esforços para retomar o que está em andamento, bem como priorizar o interior.
Junto aos Vereadores e Secretários o Prefeito reafirma que Areal está de braços abertos em tudo aquilo que for para benefício de nossa cidade, mostrando ao Secretário Juarez que são gastos cerca de 600 mil reais (ano) com aluguéis em parceria Município e Estado para as vítimas da tragédia. Também afirmou que quanto a angústia das vítimas; se solidariza veementemente, sabendo que a Prefeitura como todos os municípios, sofreram com as intervenções e mudanças de Pleito no Governo do Estado do Rio com isso somatizando para o retardo diretamente da entrega dos imóveis às vítimas de 2011.
Neste vídeo abaixo deixa uma mensagem a população arealense em especial as vítimas das chuvas de 2011. Prefeitura e Estado trabalhando juntos!


Dia 31 de janeiro o Exmo. Prefeito Flavio Bravo esteve em Reunião no Rio com o Ilmo. Sr. Juarez Fialho Secretário de Estado das Cidades, para tratar diversos assuntos dentre eles, a retomada das obras do Condomínio Habitacional Granja Disco (Casa Popular).

Como se diz: ” É difícil governar em meio a esta crise que assola nosso país!”
Mesmo assim a PMA em nome do Prefeito Flávio Bravo, cumpre em parceria com o Governo do Estado todo o asfaltamento em frente as casas, respeitando acordo firmado entre o Executivo Municipal e Estadual. Aguardando agora as novas mudanças das últimas eleições e tendo a certeza de dar continuidade ao comprometimento já firmado, e desde então, a municipalidade em dia com seu compromisso ao Governo do Estado, vem trabalhando incansavelmente para a entrega dos imóveis. “Juntos venceremos está crise, trabalhando e buscando um 2019 com bastante realizações para nosso município!” Diz o Prefeito Flávio Bravo.

Na última sexta-feira, dia 07/09, a Prefeitura Municipal de Areal, junto a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação realizaram o Baile Dançante para os Idosos, regrado de muita música que ficou por conta do Luiz Carlos Show, cachorro-quente, sorteio de brindes e muita dança com as autoridades presentes. Estiveram presentes o Deputado Estadual Marcus Vinicius (Nescau), o Prefeito Flávio Bravo, o Vice Prefeito Celso Silvestre, o Secretário de Serviços Públicos Márcio Lima, o Secretário de Administração Luiz Antônio Moares, a Secretária de Educação, Cultura, Esportes e Eventos Ione da Silva Oliveira, os Vereadores Luiz da Papelaria e Vanessa Santinon.

Desde já agradecemos o apoio dado pela Paróquia Nossa Senhora das Dores e em especial a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação através do Secretário Marcos Antônio Ribeiro e toda a sua equipe, que não mediu esforços para a realização desse evento.

A Prefeitura Municipal de Areal e a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação estão sensibilizadas com a violência contra a mulher e crianças. Em conversa com os profissionais da secretaria nos interamos que em Areal existem vários casos de violência contra mulheres e crianças, alertamos aos pais e mulheres a quebrarem o silêncio e denunciarem o abuso. Estiveram presentes o Vice Prefeito Celso Silvestre, os Vereadores Luiz da Papelaria e Itamar da Ambulância, a Diretora de Cultura Thais Carvalho,  o Coordenador de Esportes Cláudio Lourenço e toda a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação. Parabéns a secretaria pela iniciativa através do CRAS e da passeata realizada no dia 22/08, que incentiva a denúncia contra esse tipo de abuso.

Acompanhe os relatos abaixo:

A paraense Carolina Moreira, 21, carrega um sorriso cativante no rosto e uma simpatia no coração. Quem a vê não imagina as tragédias que já viveu. Ela foi vítima de violência sexual de um familiar em sua própria casa aos 8 anos e de um desconhecido na rua aos 13. Contudo, somente dez anos depois conseguiu falar sobre o assunto. “Para mim, falar, significa refletir sobre o fato, aceitar que infelizmente aconteceu e superar”, confessa.

A grande questão que permeia a vida das vítimas após um crime como este é: como isso poderia não ter acontecido? Para Carolina, não foi diferente. Quase todos os dias depois de viver o horror, na sua mente sempre vêm as lembranças carregadas de perguntas sem respostas.  “É difícil questionarmos sobre a vida do abusador, sobre as causas que o levaram a fazer isso. Seriam fatores psicológicos? Questões culturais? Inconsequência? São tantas as razões”, indaga.

Tão comum quanto o estupro é o abuso sexual, em que muitas vezes não há conjunção carnal entre vítima e agressor. Neste ato, que costuma anteceder o estupro, milhares de crianças têm sua inocência roubada por homens que moram em sua própria casa. A universitária M. de A., que prefere não se identificar, conta que sofreu abuso sexual de um primo diversas vezes em seu quarto.

“A gente costumava brincar juntos quase todos os dias, e ele se aproveitava de mim. Tocava meu corpo e me deixava muito constrangida”, relembra. No entanto, como ele era seu primo e mais velho, achava que tinha que respeitar.  A “brincadeira” só acabava quando ele decidia que era hora de parar.

Em sua memória, M. recorda que isso aconteceu duas ou três vezes até que um dia ele ouviu o pai chegando e levantou correndo, ficando na sua frente para escondê-la. “Foi aí que entendi que havia alguma coisa errada. Se era só uma brincadeira, por que ele tinha que fazer aquilo escondido?”, questiona.

M. saiu dali correndo e criou coragem para contar tudo o que havia acontecido para sua mãe. Ironicamente, os pais de seu primo são policiais e, por isso, conhecem muitas leis e histórias sobre violência e abuso sexual. A estudante acredita que seus tios o repreenderam e que a conversa pode tê-lo ajudado a compreender o que fez.

A verdade é que M. levou anos para entender que aquilo havia sido um abuso sexual. Foi em 2015 que ela se deu conta de que, infelizmente, entrara para a lista de crianças abusadas sexualmente no Brasil. “Às vezes, alguém viveu ou vive uma situação de abuso e nem sabe, por isso, acho muito importante falarmos sobre o assunto”, conclui M.. Além disso, segundo especialistas, a mente humana tem a tendência de apagar da memória alguns traumas vividos. É por isso que algumas vítimas demoram anos para ter certeza do que aconteceu.

A exploração sexual também é um crime que passa desapercebido. Nascida em Salvador, a jovem L. O., que também prefere não se identificar, revela que diversas vezes recebia lanches de um idoso – e amigo da família – que em troca acariciava seus seios. Por nascer um uma família humilde, aceitava sem entender a gravidade da situação. Anos depois ela percebeu do que aquilo se tratava: abuso e exploração sexual.

Fonte: http://noticias.adventistas.org/pt/noticia/datas-especiais/vitimas-de-violencia-sexual-na-infancia-defendem-educacao-para-prevenir/

 

Confira todas as publicações referentes ao Processo Seletivo Público Simplificado para contratações por tempo determinado com base na Lei Municipal nº 830/2014, objetivando atender à necessidade temporária de excepcional interesse público da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação, visando, implementar ações concretas de inclusão social voltadas à diversos grupos em situação de vulnerabilidade social, através da intensificação do uso da infraestrutura de incrementos sociais já existentes, considerando suas funções de alta relevância institucional, para atuarem nas seguintes unidades: CRAS – Centros de Referência de Assistência Social, CREAS – Centro de Referência Especializado em Assistência Social, Centro de Convivência do Idoso, Coordenação do Bolsa Família e Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação,

Edital de Abertura clique aqui
Republicação do Edital clique aqui
Resultado Preliminar clique aqui
Resultado Final clique aqui
Primeira Convocação clique aqui
Republicação da Primeira Convocação clique aqui

Nesta última quarta-feira, dia 26/07 ás 13hs, o CRAS Centro realizou o seu ARRAIÁ, a festa foi regrada de comidas típicas de excelente degustação, os assistidos pelo CRAS compareceram em massa, faltou espaço no local, ficou pequeno para tanta gente boa. De forma muito ordeira a distribuição das comidas, bebidas e caldos, ficou por conta das talentosas funcionárias preparadas e gabaritadas do CRAS Centro para tamanha tarefa, esta equipe direcionada pela Coordenadora Rita de Cassia e uma equipe recheada de profissionais técnicos que arregaçaram as mangas e trabalharam de forma unida dando um show de organização, refletindo o significado da palavra equipe. Entre ritutis doces e salgados o povo se divertia com brincadeiras, fotografias, bate papos, música ao vivo com violões, pescaria, sorteio e etc..

O Prefeito Flávio Bravo e o Vice Prefeito Celso Silvestre compareceram a festa, além de interagir com o público presente, os mesmos se deliciaram com as comidas típicas. E parabenizaram a equipe por tamanha realização.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação realizou a XI Conferência Municipal de Assistência Social do Município de Areal com o tema “Garantia de Direitos no Fortalecimento do Suas”.

Recebemos nesta ocasião a Palestrante Elen Regina de Oliveira, que brindou-nos com uma bela reflexão acerca da Assistência Social no seu contexto político, social, garantias de direitos obtidos pela Assistência Social ao longo dos anos, a partir de sua institucionalização como política, bem como a importância do Sistema Único de Assistência Social – SUAS e sua contribuição no desenvolvimento da Assistência Social no Brasil.

Este evento também contou com a participação de representates de nossa prefeitura como, o Vice Prefeito Celso Silvestre, o Secretário de Governo Dr. Marcos André Lima Nogueira, a Secretária de Controle Interno Elis Veronica Fonteine, a Secretária de Educação, Cultura, Esportes e Eventos a Prof. Ione da Silva Oliveia, o vereador Gutinho Bernades, o Sr. Irani representando a Apae de Areal e Vice Presidente do Conselho Municipal de Assistência Social e o Secretário de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação, tambem Presidente do Conselho Municipal de Assistencia Social o Sr. Marcos Antonio Ribeiro com sua equipe tecnica e membros da sociedade civil.

A conferência após reflexões e debates contou também com trabalhos dos grupos temáticos que discutiram sobre o tema proposto e finalizou com a eleição de delegados para a Conferência Estadual.


Confira todas as publicações referentes ao Processo Seletivo Público Simplificado para Contratação por tempo determinado para atender à necessidade temporária de preenchimento de cargos efetivos vagos da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação, com base na Lei N.º 830/2014, de 03 de dezembro de 2014.

Edital de Abertura clique aqui
REPUBLICAÇÃO do Edital de Abertura clique aqui
Resultado Preliminar clique aqui
Resultado da Análise dos Recursos clique aqui
Resultado Final clique aqui
Convocação dos Candidatos clique aqui
Segunda Convocação dos Candidatos clique aqui
Terceira Convocação dos Candidatos clique aqui
Quarta Convocação dos Candidatos clique aqui
Quinta Convocação dos Candidatos clique aqui
Sexta Convocação dos Candidatos clique aqui
Sétima Convocação dos Candidatos clique aqui
Oitava Convocação dos Candidatos clique aqui

Foi realizada na tarde desta segunda-feira (12), a formatura de conclusão de curso do Projeto Jovem Alerta, no salão do Centro de Convivência do Idoso, anexo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação.

O Jovem Alerta é um projeto socioeducativo do Serviço Social do CIEE, que tem por principal objetivo contribuir com o desenvolvimento humano e o aprimoramento pessoal e profissional de adolescentes e jovens que consiste no público-alvo das instituições e equipamentos da proteção social básica e proteção social especial (CRAS/CREAS), e demais órgãos de Garantia de Direito.

O trabalho é realizado por meio da mobilização e sensibilização dos jovens com o intuito de despertar a participação mais efetiva, o protagonismo, autonomia e identidade destes e consequentemente, contribuindo com o exercício de Cidadania Ampliada

O projeto Jovem Alerta é desenvolvido através da parceria da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação, dos Centros de Referência da Assistência Social – CRAS e do CIEE. Ele atende jovens de 14 a 24 anos, que devem estar cursando o ensino fundamental ou médio ou ter concluído o ensino médio. A qualificação proporciona aos jovens encontros temáticos, como instruções sobre imagem profissional, atitude empreendedora, relacionamento interpessoal, comunicação escrita e decisões na resolução de problemas, entre outros.

O evento contou com a presença da Assistente Social do CIEE, Carla Fernandez, da Assistente Social do CRAS, Vera Lúcia Moraes, da Psicóloga do CRAS, Edna da Silva Bernardes, e das Coordenadoras Rita de Cássia Sanábio Simões Silvestre e Maria Juliana da Costa Mello Gonçalves.